AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

sexta-feira, 29 de março de 2013

O CHARUTEIRO MENOR - Seriola fasciata (Bloch, 1793)



FAMÍLIA: carangídeos

LONGEVIDADE: ?

PROFUNDIDADE: 130m

COMPRIMENTO: 67,5cm

PESO: 4,600kg

DISTRIBUIÇÃO: Atlântico ocidental desde Massachusetts, para o sul até ao Brasil.



BIOLOGIA: o charuteiro menor adulto é muito parecido ao catarino, mas as barras escuras na sua cabeça convergem para a cabeça. Trata-se de um peixe muito mais pequeno que o catarino e normalmente não alcança pesos superiores aos 5kg. Os exemplares jovens desta espécie caracterizam-se por uma série de barras castanho escuro, normalmente separadas entre sí por zonas mais claras. Estas barras escuras desaparecem à medida que o peixe vai amadurecendo. Durante a sua juventude o charuteiro menor têm por costume seguir a grandes predadores como por exemplo; os tubarões, atuns ou espadartes para aproveitar os restos das suas capturas. A sua côr vai desde um verde azeitona ou castanho escuro com bandas prateadas nos flancos laterais. Embora sejam de menor tamanho que os outros carangídeos vivem em maiores profundidades. São predadores vorazes e rápidos e é muito raro vê-los em zonas costeiras, quase toda a sua vida têm lugar no alto mar. A sua luta caracteriza-se por largas corridas para a profundidade e quando se sente arrastado para a superficíe dá grandes cabeças para tentar livrar-se do anzol.

ALIMENTAÇÃO: lulas, polvos, peixe e crustáceos.

MÉTODOS DE PESCA: jigging, spinning, pesca embarcada e à deriva.

VIDEO: ?

RECORD IGFA: ?

sábado, 2 de março de 2013

O CORVINÃO DE PINTAS - Sciaenops ocellatus (Linnaeus, 1766)




FAMÍLIA: escienídeos

LONGEVIDADE: 50 anos

PROFUNDIDADE: 0 - 30m

COMPRIMENTO: 155cm

PESO: 45kg

DISTRIBUIÇÃO: este do oceano Atlântico, México e Flórida.



BIOLOGIA: este grande corvinão também conhecido como peixe vermelho, possui uma coloração avermelhada e uma ou mais manchas escuras na base da cauda. O seu corpo não é tão deprimido quanto o do corvinão negro e não tem barbilhos no queixo. Têm especial debelidade por zonas com fundos de areia ou uma mistura de areia e lodo. Encontra-se normalmente en zonas de estuários e baías e zonas com muita rebentação devido a que preferem estas àguas revoltadas para capturar o seu petisco favorito, o caranguejo da costa. Nos Estados Unidos é um peixe altamente valorizado pelos pescadores de spinning e de mosca que a capturam a "peixe visto" uma técnica muito distendida na qual utilizam uma plataforma em cima das embarcações para ganhar altura sobre o nivel da àgua e assim poder ver o corvinão de pintas ou Red drum como ali é conhecido. O acasalamento e reprodução depende da zona onde se encontra, na Flórida por exemplo dá-se no Outono e no Golfo do México entre Agosto e Dezembro. Os machos emitem um som ou ronquido semelhante ao de um tambor, daí ser também conhecido como Red Drum. Esta espécie procura nos baixios caranguejos utilizando o focinho para os levantar da areia, e devido ao tamanho deste peixe normalmente a sua cauda sai fora de àgua, momento em que é avistada pelo pescador para lançar a mosca ou a amostra correspondente e assim tentar enganar o corvinão. A sua luta devido à pouca profundidade onde é capturado normalmente, consiste em corridas esgotadoras para o pescador que têm sempre a sensação de falta de linha no carrete.


                                                                        Cortesia de:



ALIMENTAÇÃO: crustáceos, moluscos, e pequenos peixes. Especialmente de taínhas.

MÉTODOS DE PESCA: spinning, mosca, surfcasting, bóia, corrico, à deriva, pesca embarcada.

VIDEO: a captura de um corvinão de pintas na Flórida ao spinning.



RECORD IGFA: encontra-se em 42.690kg capturado por David Deuel no dia 07 de Novembro de 1984 em Avon Carolina do Norte, EUA.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...