AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

A CASTANHOLA CUBERA - Lutjanus cyanopterus



FAMÍLIA: lucianídeos

LONGEVIDADE: ?

PROFUNDIDADE: 0 - 55 m

COMPRIMENTO: 160 cm

PESO: 60 kg



DISTRIBUIÇÃO: oeste do oceano Atlântico desde Escócia até às Bermudas.



BIOLOGIA: a maioria das 230 espécies que constituem a familia dos lucianídeos encontra-se em mares tropicais, mas algumas surgem em águas temperadas. São peixes predadores com dentes cónicos e afiados que incluem um ou dois grandes caninos de cada lado da parte da frente da mandíbula superior. Este é o caso da Castanhola Cubera também conhecida com "Snapper cubera", vive normalmente em profundidades que oscilam entre 0 e 55 metros embora existam capturas esporádicas a maior profundidade. As castanholas também penetram nos estuários e nos braços de ribeiros e canais de água doce influenciados pela maré.

A sua coloração geral vai desde o cinzento ao castanho-purpúra e é a maior castanhola do Atlântico, perfere fundos de recifes cobertos de coral, embora seja capturada em águas costeiras com fundos de rocha dispersa.  Muitas vezes confundida com o mero ou garoupa a castanhola têm uma identidade própria que nenhuma das outras espécies possui. São exactamente esses caninos de tão feroz aspecto que antes mencionei. As castanholas de pequeno tamanho (entre 1 e 2 kg ) são muito apetitosas, porém podem causar "ciguatera" um tipo de envenenamento alimentar que pode ser fatal. Puro nervo, quando fisgadas os minutos transformam-se em horas devido a intensidade de combate que produz a Castanhola cubera, a sua luta consiste em fortes cabeçadas buscando o fundo para poder ocultar-se em qualquer fenda ou buraco, se o conseguir já podemos dizer adeus á nossa captura.

                                                                Cortesia de M. Bank



ALIMENTAÇÃO: camarão, caranguejo, peixes do seu habitat e amostras.

MÉTODOS DE PESCA: surfcasting, spinning, corrico, jigging e á mosca.

                          ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE.

RECORD IGFA: encontra-se em 56.585 kg capturado por Marion Rose no dia 23/06/2007 em Garden Bank, USA.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

O TIGERFISH - Hydrocynus goliath



FAMÍLIA: characídeos

COMPRIMENTO: 133 cm

LONGEVIDADE: ?

PROFUNDIDADE: 0 - 25 m

PESO: 50 kg


DISTRIBUIÇÃO: África, bacia do rio Congo, rio Lualaba, lago Upemba e lago Tamganica.


BIOLOGIA: pertence á mesma familia que as piranhas, porém como se pode observar com uma "pequena" diferença de tamanho, por todos é conhecida a famosa voracidade da piranha e a sua extrema agressividade, se juntamos a estes dois ingredientes, 50 kg e uma boca com 32 razões afiadas em forma de caninos, já nos podemos fazer uma ideia aproximada do que é um Tigerfish ou (peixe-tigre). Uma particularidade deste peixe, o que o faz mais temível se cabe, é a fisionomia da sua mandibula, que possui as mesmas caracteristicas que as de um tubarão. Tal como o tubarão possui dentes que automáticamente subestituem qualquer dente que se parta, ou se perca durante um ataque mais violento. Estes dentes encontram-se embutidos em cavidades especiais na placa óssea da mandibula prontos a girar para ocupar o lugar do dente perdido.

Originário de África com maior presença no rio Congo e seus afluentes o Tigerfish é um autêntico carniceiro de água doce, os seus ataques são explosões de agressividade seguidas de largas corridas e saltos espetáculares, alimenta-se de peixes do seu habitat, porém não hesita em atacar qualquer outro ser vivo que seja capaz de engolir.

Ao ser um peixe que caça em águas turvas depende em grande parte da sua linha lateral para a detecção das suas presas. A sua reprodução têm lugar no verão ao longo das margens dos rios e lagos donde habita, depois de fecundada a fêmea deposita centenas de milhar de ovos na vegetação das margens os quais eclodem ao fim de 2-4 dias sem controle paterno e estão aptos a sobreviver.  A melhor época para a sua pesca dá-se entre os meses de setembro e novembro. A sua dieta nos primeiros dias consiste em zooplâncton e larvas de insectos, passando rapidamente a ingerir pequenos peixes, na sua juventude são victimas habituais de corcodilos, outros peixes predadores e aves, porém no estado adulto o uníco predador conhecido é o ser humano.

Deslocam-se sempre em pequenos cardumes de entre 10-20 individuos como estratégia de caça e protecção, por isso não são raras as vezes que se conseguem várias capturas seguidas deste incrivel lutador.


                                                                     Cortesia de:      

ALIMENTAÇÃO: peixes do seu habitat, e amostras.

MÉTODOS DE PESCA: á bóia, á deriva, corrico, spinning, á mosca.

O VIDEO: a captura de um Tigerfish, incrível!!!!




RECORD IGFA: encontra-se em 44 kg capturado por Raymond Houtmans no dia 09/07/1988 no rio Zaire, no Zaire.

                           ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

A ABRÓTEA - Phycis blennoides




FAMÍLIA: gadídeos

PROFUNDIDADE: 10 - 1000 m

LONGEVIDADE: 20 anos

COMPRIMENTO: 80 cm

PESO: 3,540 kg

 
DISTRIBUIÇÃO: Átlântico, Islândia e Noruega até ao Cabo Branco, África Ocidental e Mediterrâneo.


 
BIOLOGIA: pertence á mesma familia que o bacalhau, porém o seu tamanho é bastante mais pequeno, encontra-se normalmente em fundos de areia ou lodo, durante a sua juventude pode ser capturada em zonas mais costeiras, porém é um peixe que perfere a profundidade, alimenta-se sobretudo de crustáceos e peixes, a sua pesca é relativamente mais fácil quando embarcada.

Vive normalmente só ou em pequenos cardumes e tem perferência pela actividade nocturna. Os juvenis são encontrados com frequência junto à costa, e no seu estado adulto também, mas somente na época de procriação. A verdade é que como peixe combativo, não têm grandes méritos, porém a sua carne é simplesmente deliciosa. Claro está dentro da respectiva medida, pois como defensor da captura e solta, não podia ser de outra maneira. Como exemplo está o exemplar da foto com 2.180 kg capturado pelo amigo Luis Ceia que hoje é record . (European Line Class Record).

                                                            Cortesia de Luis Ceia




ALIMENTAÇÃO: sardinha, arenque, navalha, camarão etc.

MÉTODOS DE PESCA: ao fundo, jigging, surfcasting, corrico.


                               ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE.

RECORD IGFA: encontra-se em 3.540 kg capturado por Ms. Susan Holgado no dia 12/07/1997 no Estreito de Gibraltar.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

O SMALLMOUTH - Micropterus dolomieui


FAMÍLIA: centrárquídeos

COMPRIMENTO: 70 cm

LONGEVIDADE: 26 anos

PROFUNDIDADE: 0 - ?

PESO: 5.410 kg



DISTRIBUIÇÃO: desde Dakota do Norte a Quebeque, Oklahoma e Alabama.



BIOLOGIA:  o Smallmouth ou achigã de boca pequena está entre os achigãs mais procurados devido á enorme luta que dá. É ligeiramente maior que o de boca grande (Micropterus salmonoides), perfere águas transparentes com fundos de rochas e gravilha, embora possua uma boca mais pequena não têm nada que invejar do seu "primo", pois como predador é dos mais temivéis, alimenta-se tal como o seu "primo" de tudo o que esté no seu habitat desde pequenos invertebrados até aos seus próprios congéneres. O achigã de boca pequena não só é maior, também é mais rápido devido a forma pontiaguda da sua cabeça e á impressionante barbatana caudal que possui, (bastante mais larga que a do seu "primo".


Durante a época do desove existe outra grande diferença, enquanto o seu "primo" forma um casal o achigã de boca pequena pode fecundar várias fêmeas as quais depositam os seus ovos num só "ninho" que pode conter até 10,000 ovos,  estes ovos possuem uma seiva pegajosa que os faz aderir à gravilha do ninho, ficando ao cuidado do macho até a sua élosão que dura entre 2-3 dias. Nos seus primeiros dias alimenta-se sobretudo de plâncton e insectos, sempre ocultos entre a vegetação das margens, dedicando-se mais tarde a presas de maior porte como lagostins de água doce e camarão.

                                                                 Cortesia de:



ALIMENTAÇÃO: qualquer invertebrado, crustáceo ou animal do seu habitat, e amostras.


MÉTODOS DE PESCA: jigging, spinning, corrico, á mosca, á boia e ao fundo.


                              ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE.


RECORD IGFA: encontra-se em 5,410 kg capturado por David Hayes no dia 09/07/1995 no lago Dale Hallow, Tennessee, USA.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...