AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

terça-feira, 27 de julho de 2010

A COBIA - Rachycentron canadum



FAMÍLIA: raquicentrídeos

LONGEVIDADE: 15 anos

PROFUNDIDADE: 0 - 1200 m

COMPRIMENTO: 200 cm

PESO: 68 kg


DISTRIBUIÇÃO: na maioria das águas tropicais e sub-tropicais excepto ao longo da Costa do Pacífico da América do Norte.


BIOLOGIA: este peixe de corpo comprido e esguio frequenta a maior parte dos mares quentes, desde as águas costeiras até ao oceano aberto. Possui uma cabeça achatada, uma boca grande com uma mandíbula inferior ligeiramente proeminente e uma primeira barbatana dorsal formada por oito espinhos separados entre si. É normalmente solitário, embora de vez em quando, forme pequenos cardumes.
Gosta de esconder-se por entre as estacas de pontes e destroços de navios e por baixo de objectos flutuantes. Também se encontram frequentemente na companhia de tubarões. Grande amiga de fundos coralinos ou rochosos, embora também se encontre com sobre fundos de lodo ou areia. Ocasionalmente entra em estuários para alimentar-se, porém sempre pela noite e com visitas bastante rápidas. Excelente combatente, um verdadeiro desafio para o pescador, principalmente para os amantes do Spinning, devido à dificuldade de captura. A sua pesca é realmente produtiva na lua nova.

                                                        Cortesia de R. Robertson



ALIMENTAÇÃO: peixes e crustáceos do seu habitat e amostras.

MÉTODOS DE PESCA: pesca embarcada, spinning, corrico, surfcasting.

                     ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE.

RECORD IGFA: encontra-se em 61,100 kg capturado por Peter Goulding no dia 07 /09/1985 em Shark Bay, Austrália.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

O BAGRE DE CABEÇA ACHATADA - Pylodictis olivaris

                                                                   
FAMÍLIA: Ictalúrideos

LONGEVIDADE: 20 anos

PROFUNDIDADE: 0 - 60 m

COMPRIMENTO: 155 cm

PESO: 56 kg

DISTRIBUIÇÃO: Estados Unidos, México.

BIOLOGIA: o habitat perferido desta espécie são as águas profundas e lentas dos grandes rios, embora se encontre igualmente em pequenos rios e águas paradas de pequenos lagos. Apresenta uma enorme cabeça achatada com cuatro barbilhos na mandibula inferior e dois na mandibula superior, possui também outros dois nos laterais da boca que são os mais longos, todos eles autênticas antenas as quais utiliza para detectar as suas presas. O corpo carece de escamas e está coberto por abundante garro como a maioria dos peixes-gato. É um voraz carnivoro e a sua alimentação está baseada em crustáceos, anélidos, insectos e peixe. Os machos atingem a maturidade com cerca de 16 cm e 4 anos de idade e as fêmeas com 18 cm e 5 anos.

                                                            Cortesia de M. Holley




ALIMENTAÇÃO: peixe da zona, crustáceos e amostras.


MÉTODOS DE PESCA: Carpfishing, Spinning, à bóia, à mão


                          ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE.



RECORD IGFA: encontra-se em 55,790 kg capturado por Ken Paulie no dia 19/05/1998 na reserva de Elk City em Arkansas, U.S.A. 


CURIOSIDADES: É o peixe gato mais grande de Norte América, também conhecido por Flathead catfish ou Yellow catfish. Neste país a pesca do Bagre de cabeça achatada ganhou uma nova dimensão, (ou não seria América) nas zonas dos Estados Unidos onde o Flathead é abundante o desporto rei consiste em submergir-se e "pescar" o Flathead intruduzindo o braço na boca do peixe, até alcançar a saída natural das brânquias extraindo assim o peixe fora de água.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...