AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

O PICÃO EUROPEU - Stizostedion lucioperca (Linnaeus, 1758)


FAMILIA: percídeos

LONGEVIDADE: 17 anos

PROFUNDIDADE: 0 - 30m

COMPRIMENTO: 1m

PESO: 12 kg


DISTRIBUIÇÃO: norte e centro de Europa; introduzido também na Europa ocidental.


BIOLOGIA: o picão europeu ou lucioperca, também chamada zander na Grã-Bertanha, têm como presa habitual peixes pequenos como a brema, a acerina e a pardelha. Inicialmente encontrava-se apenas no Danúbio e norte da Europa, mas foi intruduzida para oeste, até à Inglaterra, e continua  a expandir-se lentamente. Gerou-se uma grande controvérsia em torno de algumas destas introduções, quando se culpou a esta espécie das reduções drásticas nas populações de peixes locais, mas em muitas das águas em que surgiu não parece ter causado problemas de maior. O picão desova na primavera, e inicío do verão, pondo grupos de ovos de um tom amarelo-pálido nas plantas, na areia ou nas pedras. As larvas eclodem ao fim de alguns dias e vivem à custa dos seus sacos vitelinos até que a sua dentadura se desenvolve e se possam alimentar sozinhos. Ao desenvolver os dentes começa a caçar pequenos alevins e larvas de insectos. A dificuldade na captura de um picão consiste em detectar a sua presença, pois são peixes que se movem nas capas mais profundas e somente na primavera (quando se reproduzem) é que se deslocam a capas mais superficiais, depois de detectar ou capturar um a pesca começa a ser muito divertida pois normalmente desloca-se em cardume e quando se pesca um picão se insistirmos no mesmo local provavelmente capturaremos mais de um. A sua picada para predador é muito subtíl, pequenos toques como se estive-se a provar um petisco, seguido de uma arrancada brutal, que infelizmente dura pouco, pois é um peixe que se cansa muito depressa, a questão é aguentar os nervos durante esses pequenos toques, o que normalmente não acontece, com a consequente perda do peixe. É um predador temível e oportunista que não desdenha um isco morto no fundo, facto aproveitado por muitos pescadores para capturar esta espécie com a famosa montagem dachkovitch.

                                                                       Cortesia de:



ALIMENTAÇÃO: qualquer ser vivo do seu habitat.


MÉTODOS DE PESCA: spinning, mosca, jigging, corrico, à bòia.


O VIDEO: a captura e libertação de um picão europeu.



RECORD IGFA: encontra-se em 11,340kg capturado por Mabry Harper no velho lago Hickory em Tennessee, USA. 


CURIOSIDADES: embora o picão seja considerado um peixe de profundidade e que detesta a luz, a sua pesca normalmente pratica-se em dias nublados foram já capturados vários picões com amostras de superficie, o que vem a demonstrar que toda teoria sobre a pesca sempre têm uma segunda leitura.

                                                           HOMENAGEM AOS AMIGOS




Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço todos os comentarios que sejam feitos sobre PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO, sempre que os mesmos tragam ideias positivas e constituam uma mais valia ao blog.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...