AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

O CURIMBATÁ - Prochilodus lineatus (Valenciennes, 1837)



FAMÍLIA: characídeos

LONGEVIDADE:

PROFUNDIDADE:

COMPRIMENTO: 80cm

PESO: 9 kg.

DISTRIBUIÇÃO: América do Sul - Paraná, Paraguay e Paraíba do Sul.




BIOLOGIA: o Curimbatá é uma espécie que pertence à classe dos Actinoptérigos, habita nos rios e lagos da Ámerica do Sul. A sua boca é circular, bordeada por lábios grossos e projectada para a frente. Tem o corpo largo e comprimido con tons cinzento-esverdeado e um ventre claro. É a espécie mais abundante no rio de la Plata, chegando mesmo a constituir um 60% da bio massa do mesmo, alguns peixes predadores como o Surubí e o Dorado dependem dos enormes cardumes de Curimbatá para a sua subsistencia.O outro factor importante nas carecteristicas de este peixe é o seu carácter imigrador. Realiza uma imigração de centenas de kilometros para chegar às planicies imundadas durante a época das grandes chuvas. Esta imigração em massa deve-se ao facto de que apesar de copularem e deixarem as ovas no leito do rio, os alevins do Curimbatá assim que nascem vão direitos às zonas imundadas procurando a vegetação e as àguas superficiais para a sua protecção. É dos peixes mais rápidos do nosso planeta no que concerne a àgua doce, pode alcançar uma velocidade de 90km/hora !! Alcança a idade de reprodução ao atingir os 30 cm.

                                                                Cortesía de:




ALIMENTAÇÃO: o Curimbatá é um iliófago, espécie de peixe que se alimenta de detritos e sedimentos, procurando entre estes os microrganismos que alí vivem. Este facto faz com que a sua pesca com anzol seja estremamente dificíl e apreciada. 

MÉTODOS DE PESCA: a técnica mais utilizada devido à dificuldade de capturar um curimbatá é a pesca com bóia ou ao fundo utilizando uma pequena bola de farinha de trigo iscada no anzol. Esta massa deve ser o suficientemente dura para aguentar no anzol mas ao mesmo tempo mole para que o curimbatá seja capaz de absorver a mesma. Existem casos de capturas com mosca mas são muito esporádicos.O actual record da IGFA foi conseguido com esta técnica.

VIDEO: a pesca do curimbatá.




RECORD IGFA: encontra-se em 9 kg capturado por Diego Flores no lago Regatas na Argentina no ano 2010.

CURIOSIDADES: esta espécie encontra-se à beira da extinção devido a pesca furtiva, porém é um dos peixes mais importantes para este ecosistema devido á labor que efectúa na limpeza das àguas. Só na Argentina se extraem anualmente mais de 70 mil toneladas por ano!!

                                                   HOMENAGEM AOS AMIGOS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço todos os comentarios que sejam feitos sobre PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO, sempre que os mesmos tragam ideias positivas e constituam uma mais valia ao blog.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...