AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

A BOGA DE RIO - Chondostroma polylepis (Steindachner, 1864)



FAMILIA: ciprinídeos

LONGEVIDADE: 10 anos

PROFUNDIDADE: 0 - 20 m

COMPRIMENTO: 50 cm

PESO: 2 kg

DISTRIBUIÇÃO: Europa.




BIOLOGIA:  este pequeno ciprinideo com a boca rectangular caracteristica única desta espécie, na qual o lábio inferior possui uma menbrana óssea que lhe permite raspar o fundo para obter algas e filamentos que formam a base da sua dieta. Poucos damos a devida importância a este pequeno peixe, talvez porque não saber valorar a sua tenacidade em sobreviver, a boga vive nos cursos médios dos rios, porém também se encontram em muitas barragens, é um peixe gregário, especialmente durante a imigração pré-reprodutiva que efectúa com milhares de individuos rio acima. Para quem teve a sorte de ver este espetáculo, de certeza que nunca mais se esqueceu. A sua madurez é alcançada aos 3-4 anos de idade e a sua reprodução dá-se entre os meses de março a junho, como antes mencionava a mãe natureza mais uma vez demonstra a sua sabedoria. Devido ao pequeno tamanho da boga e às poucas defesas naturais que têm em relação aos predadores a sua fresa é das primeiras a efectuar-se, assim consegue evitar o ataque de qualquer predador sobre os seus alevins.  A femêa realiza uma posta que pode ir desde os 1.000 ovos até aos 8.000,  deposita os ovos entre areia e gravilha, os quais serão mais tarde inseminados como o esperma do macho. Pode-se verificar a qualidade da água de um rio ou barragem pela população existente de bogas, pois é um peixe que não tolera águas pouco oxigenadas ou contaminadas.
Como peixe desportivo, é ideal para quem começa nestas lides, pois apesar de não ser de grande tamanho, é muito tenaz e extremamente rápido, especialmente cuando pica. Qualquer pescador que já tenha pescado bogas sabe que tem de estar ao limite de reflexos ou não pescará nada. Na pesca de competição é dos peixes mais valorados, pois para os "mestres" é um verdadeiro gozo pescar esta espécie.
                                                                             Cortesia de:


ALIMENTAÇÃO:  pequenos invertebrados, vegetação e alguns detritos, para a sua pesca é aconselhavél a utilização de asticot, vert de vasse ou pão francês.

MÉTODOS DE PESCA:  á francesa, á inglesa, á mosca ou com pardilheira.

                                       RECORD IGFA: não existe record para esta espécie.


                                                           HOMENAGEM AOS AMIGOS

3 comentários:

  1. Este blog continua a supreender-me pela sua qualidade
    Um abraço
    JTCordeiro

    ResponderEliminar
  2. Obrigado amigo Cordeiro, sao palavras como as suas que fazem com que este hobby tenha sentido. Desejos de grandes pescarias.

    ResponderEliminar
  3. Boa tarde, como sei se é macho ou fêmea?

    ResponderEliminar

Agradeço todos os comentarios que sejam feitos sobre PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO, sempre que os mesmos tragam ideias positivas e constituam uma mais valia ao blog.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...