AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

domingo, 6 de fevereiro de 2011

O PEJERREY - Odontesthes bonariensis (Valenciennes, 1835)


                                                                         
FAMILIA: atherinídeos

LONGEVIDADE: ?

PROFUNDIDADE: 0 - 80 m

COMPRIMENTO: 60 cm

PESO: 2 kg

 
DISTRIBUIÇÃO: águas litorais da costa Argentina e rio de La Plata.



BIOLOGIA: cuando chegam os primeiros dias frescos depois do verão, este incansavél nadador, sobe os rios pela chamada da natureza, buscando àguas mansas onde possa uma vez mais procriar. Momento este mais que esperado pelos pescadores, que  procuram assim encontrar a magia deste lutador. O Pejerrey é um predador de qualquer peixe mais pequeno do seu habitat, assim como de invertebrados e outros organismos acuàticos. Está sempre em constante movimento o que claro está provoca um consumo de energia enorme, para combater isto só há uma solução; comer!!
Mas está perfeitamente adaptado para essa função, o seu corpo cilíndrico coberto de pequenas escamas que estão perfeitamente empapadas por uma mucosa protectora que faz com que o nível de atrito com as águas seja minímo. Possuidor de uma musculatura formidável para o pequeno que é, e a sua poderosa barbatana anal fazem o resto.

Ao estar em constante movimento o Pejerrey consome grandes quantidades de oxigénio, sabendo que o oxigénio no ar aumenta com a diminuição da tempratura, já podemos entender a razão pela qual o Pejerrey está mais activo no Inverno que no Verão. Com uma boca feita à medida, pois possui a capacidade de ser protráctil, que quando está retraida mantém uma forma hidrodinâmica, porém quando se alimenta pode engolir presas com um tamanho considerável. O Pejerrey normalmente desova na plataforma subaquática da barra do  Rio de La Plata, porque o leito é de areia, barro e gravilha e é bastante sólido, o que permite à fêmea formar uma cavidade onde deposita os ovos. O Pejerrey possui uma fecundação externa , como a maioria dos peixes, portanto o macho deve depositar o esperma sobre os ovos e grande parte normalmente é disolvido pela àgua, a fêmea ao construir este pequeno (ninho) evita assim que as correntes possam arrastar o esperma do macho e consegue portanto aumentar as possibilidades de uma fecundação exitosa.

                                                                 Cortesia de:





Esta é a curiosa montagem que se utiliza na Argentina.

ALIMENTAÇÃO: todo tipo de organismos invertebrados do seu habitat e peixe.


MÉTODOS DE PESCA: surfcasting, spinning, à inglesa.



                               ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE.


RECORD IGFA: encontra-se em 1,300kg capturado por Tomas Felipe Restano no rio de La Plata, Buenos Aires, Argentina no dia 25/08/2009.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço todos os comentarios que sejam feitos sobre PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO, sempre que os mesmos tragam ideias positivas e constituam uma mais valia ao blog.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...