AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

domingo, 4 de março de 2012

O ACHIGÃ DA FLÓRIDA - Micropterus Salmoides Floridanus (Lesueur, 1822)



FAMÍLIA: centrárquídeos

LONGEVIDADE: 23 anos

PROFUNDIDADE: 0 - 30m

COMPRIMENTO: 73,5cm

PESO: 10,120kg


DISTRIBUIÇÃO: Flórida nos Estados Unidos de América, embora hoje em dia já existe uma população bastante extendida por vários paises do mundo como por exemplo México, Cuba ou Japão.



BIOLOGIA: é o maior da sua espécie, porém foi só no ano 1949 que os biólogos conseguirão distinguir as duas subespécies do achigã de boca grande. Além da notável diferença de tamanhos, apenas pequenas diferenças fisicas distinguiam estas duas espécies. Foi necessário fazer uma análisis de proteínas para poder identificá-los com total segurança. Os achigãs (Micropterus salmoides salmoides) possuem entre 59-65 escamas na linha lateral, enquanto os (Micropterus salmoides floridanus) possuem entre 69-73.
Outra grande diferença é a longevidade, o floridanus vive muitos mais anos, porém este colosso têm uma fraqueza; a tempratura. Durante muitos anos foi intruduzido em lagos e rios do norte dos Estados Unidos, sem sucesso. Em contrapartida os seus parentes mais pequenos fácilmente se adaptavam a estas condições mais "duras". A mãe natureza como sempre é provisora e os floridanus reproduzem-se antes que os seus parentes, cerca de duas semanas antes, claro que este dato têm grande importância na hora de alimentar-se, com uma dieta à base de proteínas o floridanus rápidamente começa a alimentar-se de animais de maior porte, incluidos os seus parentes de boca grande e boca pequena, que por essa altura já nasceram. A partir do segundo ano de vida é quando se dá a verdadeira explosão e o floridanus começa a crescer três vezes mais rápido que qualquer dos seus parentes. Normalmente o floridanus perfere viver em capas de água mais superficiais que os seus parentes, mas a sua disposição para atacar amostras também é menor em relação aos seus parentes, o que faz com que a sua população tenha muito mais possibilidades de sobreviver. Para além da descomunal diferença de tamanhos e de que o floridanus não suporta baixas tempraturas o seu comportamento é básicamente o mesmo. O que não é o mesmo é capturar um floridanus, porque a sua defesa é muito mais aguerrida para além da notável diferença de peso em relação a qualquer dos seus "irmãos".

                                                                      Cortesia de:




ALIMENTAÇÃO: qualquer ser vivo do seu habitat.

MÉTODOS DE PESCA: spinning, corrico, mosca.

VIDEO: uma pequena amostra da diferença entre os nossos e o floridanus!!





RECORD IGFA: encontra-se em 10,120kg capturado por Manabu Kurita no lago Biwa, Shiga, Japão no dia 02/07/2009.

                           
                                                               CAPTURA & SOLTA

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço todos os comentarios que sejam feitos sobre PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO, sempre que os mesmos tragam ideias positivas e constituam uma mais valia ao blog.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...