AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

quinta-feira, 10 de maio de 2012

O MERO NEGRO - Mycterperca bonaci (Poey, 1860)


FAMÍLIA: serranídeos.

LONGEVIDADE:

PROFUNDIDADE: 0 - 33m.

COMPRIMENTO: 150cm.

PESO: 100kg.


DISTRIBUIÇÃO: Bermudas, Flórida, Golfo do México, Mar Caribe e sudoeste do Brasil.



BIOLOGIA: o mero negro pode parecer-se a qualquer outro mero, mas as diferenças são notáveis. Possui uma coloração variavél marcada por manchas rectangulares escuras. A côr escura ou negra pode variar dependendo da alimentação e das águas onde habite, porém a forma rectangular do desenho que possui nos flancos é sempre a mesma, o que o faz único. No estado juvenil pode ser encontrado em águas costeiras ou em estuários onde se desloca com frequência para alimentar-se, formando pequenos cardumes de cerca de 10-15 indivíduos. É um verdadeiro colosso só ultrapassado pelo mero Tigre (Epinephelus itajara) e pelo mero de Queensland ( Promicrops lanceolatus ) o maior de todos os meros. Como qualquer outro mero, é um oponente que fará suar qualquer pescador, oferece uma luta titânica, e impossivel de capturar se consegue entrar na sua toca. Depois de elevar o mero a batalha está práticamente terminada, pois são peixes que vivem a profundidades consideráveis, normalmente a sua bexiga incha-se pela descompressão e a partir de esse momento só oferecem a resistência do seu peso.

                                                                       Cortesia de:



ALIMENTAÇÃO: durante a fase juvenil de crustáceos, mas na fase adulta básicamente de peixe.

MÉTODOS DE PESCA: spinning, jigging, pesca embarcada, surfcasting.

VIDEO: a captura de um mero negro em Flórida Keys.



RECORD IGFA: encontra-se em 56,240kg capturado no dia 11/01/2003 por Tim Oestreich II no Golfo de México, Texas, USA.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agradeço todos os comentarios que sejam feitos sobre PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO, sempre que os mesmos tragam ideias positivas e constituam uma mais valia ao blog.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...

Arquivo do blogue