AMIGOS DE PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O SILURO - Silurus glanis

                
                                                            
FAMILÍA: silúrideos

LONGEVIDADE: 80 anos

COMPRIMENTO: 3 mts

PESO: 300 kg

PROFUNDIDADE: 0-30 mts

DISTRIBUIÇÃO: Europa e Ásia.

BIOLOGIA: predador temível, originário da Europa Central e do Leste, mas largamente introduzido na Europa Ocidental; as razões de tais introduções está no facto de ser um dos maiores peixes de água doce do mundo. Também conhecido como bagre do Danúbio, a família silúrideos é enorme, encontrando-se entre estes o bagre do canal, bagre azul, bagre branco, tândano, bagre de cabeça achatada, etc. Todos eles apresentam corpos sem escamas, cabeças largas e achatadas e "bigodes" à volta da boca que lhes servem de "antenas" detectoras de vibrações, as quais utilizam para detectar as suas presas, visto que preferem caçar à noite ou em dias nublados; preferem ainda águas paradas ou pouco caudalosas. Omnívoro; alimenta-se de quase tudo, desde peixes, rãs, patos, enfim qualquer coisa que lhe entre pela boca. A capacidade de reproducção de um siluro é asombrosa, com apenas 60-70 cm (cerca de 3 anos de idade) a sua capacidade reprodutiva está a 100%. Uma fémea pode por entre 7.000 a 42,000 ovos dependendo do tamanho do peixe e da alimentação disponivel na aréa. A época de reproducção dá-se entre finais de Março a principio de Abril, quando a àgua atinge uma temperatura entre 8º e 10º C. 

A batalha com um siluro é épica, basta ver que o 90% do seu corpo é uma poderosa cauda, se a isto juntamos o peso que pode atingir, já nos fazemos uma idea do arranque de um bicho destes depois de fisgado. O que aparece na foto só tinha 46 kg e levei cerca de 30 minutos para poder fazer-me com ele, possivelmente o material em questão também teve muito que ver pois utilizei uma cana para achigã e um shimano 3000, no fim da luta verifiquei que o veio principal do carrete tinha ficado inutilizado pois a porca que prende a bobina tinha "comido" a rosca do veio. Mais uma vez os ditados têm razão, "a cada parafuso a sua porca..."


ALIMENTAÇÃO: Os bagres de água doce podem ser capturados praticamente com qualquer tipo de isco ou amostra, mostrando uma especial predilecção pelos chamados "iscos malcheirosos". Tais como: vísceras de frango, fígado de vaca, porco e coelho, sangue coagulado e até pedaços de sabonete perfumado. Hoje já existem outro tipo de iscos, tais como os boilles, pelletes ou isco vivo, tal como uma carpa ou outro peixe do seu habitat.

MÉTODOS DE PESCA: carpfishing, spinning, casting, mosca e à bóia.

O VIDEO: pura adrenalina.




                              ACONSELHO AS AMOSTRAS PELA DESPORTIVIDADE

RECORD IGFA: categoria All-Tackle, encontra-se em 128 kg capturado por Robin Kaufmann no dia 02/08/2008 no rio Po, Italia.


                                               HOMENAGEM AOS AMIGOS


2 comentários:

  1. Tem algumas instruções como fundura, isca? Ele é tipo um bagre brasileiro para pescar?

    ResponderEliminar
  2. Brendon Julyan, o siluro é um bagre europeo originario da Europa do Leste, que eu saiba não existe no Brasil, e os iscos estão no artigo.

    ResponderEliminar

Agradeço todos os comentarios que sejam feitos sobre PEIXES DESPORTIVOS DO MUNDO, sempre que os mesmos tragam ideias positivas e constituam uma mais valia ao blog.

EDITOR

A minha foto

Los que me conocen, saben quien soy...

Arquivo do blogue